Litercultura 2018 – De 06 a 10 de agosto

Na edição de 2018, o festival Litercultura leva a Curitiba escritores, artistas e intelectuais para uma jornada de cinco dias em que o tema “Literatura: lugar de escuta” articula as dimensões criativa e teórica à prática da leitura. A cada noite, um autor discutirá o tema a partir de seu lugar de fala (como figura pública) e de sua condição de leitor que ausculta as vozes que vibram no diapasão dos livros que os marcaram, dos autores (de ficção ou de poesia, de ensaio ou de filosofia, de psicanálise e sociologia) que ajudaram a moldar sua própria voz.

Ao ocupar o lugar de escuta da literatura em sua 6ª edição, o Litercultura celebra a polifonia silenciosa que salta das páginas dos livros para o ruído das ruas. Qual o contraponto para o “lugar de fala” – conceito que tomou o debate e as lutas sociais dos últimos tempos?

O lugar de fala reivindica, de modo legítimo, o papel de protagonista do discurso político para aqueles que dele foram historicamente excluídos. Quando todos só falam, porém, quem escuta? Existe um espaço público que permita escutar a fala do outro sem nos sentirmos esmagados por uma enunciação que carrega a herança simbólica e objetiva dos assujeitamentos? Ou que permita dar voz ao outro sem com isso estabelecer uma hierarquia e um exercício concessivo de poder?

06/ago – segunda – 19h30 – Veronica Stigger
07/ago – terça – 19h30 – Cristovão Tezza
08/ago – quarta – 19h30 – Ana Maria Gonçalves
09/ago – quinta – 19h30 – João Silvério Trevisan
10/ago – sexta – 19h30 – Noemi Jaffe

Curadoria de Manuel da Costa Pinto e Manoela Leão.