Panorama Paranístico

DSC_3395aweb

Para dar a dimensão da produção literária paranaense e sua importância na cena editorial brasileira, o Litercultura promoveu o encontro de mais de 50 autores do estado – com exposição e venda de livros seguidas de sessões de autógrafos, conferência do poeta Ivan Justen Santana sobre a literatura paranaense e sarau com leituras acompanhadas pelos músicos Marcelo Torrone e Gabriel Schwartz.

DSC_3403aweb
Panorama Paranístico abriu Litercultura 2016

Trevisan, Leminski, Ruiz, Tezza… Que a literatura paranaense tem relevância nacional não se questiona, mas a cena literária local perde em representatividade se observada como movimento ainda fragmentado.

Em uma iniciativa inédita, o Litercultura 2016 – Festival Literário de Curitiba, realizado entre os dias 26 e 28, no Palácio Garibaldi (Largo da Ordem), promoverá um grande encontro do público com autores que têm sua produção no estado. É o Panorama Paranístico, que abrirá o festival deste ano.

DSC_3059aweb

A grande noite da literatura do Paraná vai reunir mais de 50 autores entre independentes, coletivos e publicados por editoras. “O que estamos propondo é um reconhecimento da cena. A partir das editoras que trabalham aqui na cidade reunimos os escritores e poetas que estão mais atuantes hoje, sem esquecer os que já fizeram ou tiveram em outros momentos nesta mesma cena literária”, diz o poeta Ricardo Pozzo, que divide a curadoria do Panorama Paranístico com a diretora-geral do Litercultura, Manoela Leão.

Estiveram representados no evento autores como Estrela Leminski, Paulo Venturelli, Otto Leopoldo Winck, Ivan Justen Santana, Guilherme Contijo Flores, Luis Henrique Pellanda, Robson Vilalba, Coletivo Marianas (coletivo de escritoras), Leonarda Glück, Ricardo Corona, Miguel Freire, entre outros. As editoras Inverso, Kafka, Medusa, Kotter, Arte & Letra, Encrenca e 1801 participam da noite. Uma parceria com a livraria Arte & Letra possibilitou a venda dos exemplares ao público em uma grande feira literária.

DSC_3495awebLeonarda Glück durante sarau do Panorama Paranistico. 

Para receber o público, foi realizado um sarau com leituras de trechos de obras por alguns autores convidados. O poeta e pesquisador literário Ivan Justen Santana apresentou um painel da atual literatura paranaense. “Temos representatividade em grandes escritores daqui, mas no coletivo ainda somos fracos em relação ao restante do país. A partir desse panorama, queremos que ao invés de as pessoas disputarem espaço, que possam compartilhar e trabalhar junto”.

Fotos Gilson Camargo